sábado, 1 de janeiro de 2011

O dia do risoto

Estou em Santa Catarina passando as festas de final de ano com o lado catarinense da família e por aqui tudo é motivo de nos reunirmos, principalmente se tratando de comida.

Quem me conhece, sabe que eu AMO risoto. Aliás, até já escrevi aqui sobre isto.
Então, não poderia deixar de atender com imensa satisfação o pedido de um primo para fazer um risoto na casa dele.

Só que um simples risoto de funghi, que tem a receita aqui, a proporção do evento ficou maior.

O primo Beto, que gosta imensamente de abrir as portas da sua casa para receber e também ama cozinhar, não contente com o risoto de funghi, quis mais 2 tipos. A idéia dele era reunir a família para uma degustação, onde o papo rolasse solto, sem pressa, sem compromisso e paralelamente ele e seu (nosso) amigo Paulinho pudessem aprender a fazer risoto.

E assim foi. Optamos por fazer o Risoto de Mignon com Funghi, um Risoto de Tomate Seco com Rúcula e Mussarela de Búfala e um Risoto de Bacalhau e Alho Poró.

A idéia foi tão boa que resultou numa noite tão gostosa não só pela comida, como pela conversa fiada que se estendeu até as 6 da manhã. É isto mesmo que vocês estão lendo ... ficamos conversando até as 6 da manhã. Papo leve, descontraído, engraçado, regado a muito espumante e vinho para uns e muita cerveja para outros, tendo o ponta pé inicial no nosso trio de risotos.

Compartilho com vocês um pouquinho desta noite tão agradável e sugiro que adotem com suas famílias um dia do risoto ou um dia de qualquer coisa, onde o único objetivo seja uma conversa fiada, boas risadas em torno de uma boa mesa, é lógico.

A comida desde sempre tem este poder de reunir.

Agradeço aqui, publicamente, ao Beto e a Márcia a oportunidade de nos proporcionar uma noite tão agradável.

E como post inicial de 2011, que fique aqui registrado o desejo de que muitos encontros saudáveis e calorosos como este se multipliquem entre familiares, amigos ... porque o que nos faz bem nesta vida é o amor. O amor fraterno, acredito eu, seja o amor mais terno e puro de todos. É ele que nos move e faz levarmos adiante nossos objetivos.

Feliz 2011!!!


Risoto de Tomate Seco, Rúcula e Mussarela de Búfala

Ingredientes:
500g de arroz arbóreo
1 cebola picada
300g de tomate seco
2 maços de rúcula rasgadas
3 colheres (sopa) de azeite de oliva
3 colheres (sopa) de manteiga
200g de mussarela de búfula
1 1/2 de caldo de legumes ou caldo de galinha fervente (o ideal é um caldo caseiro, mas caso não tenha e queira agilizar o processo, sugiro um caldo 0% de gordura feito conforme instrução da embalagem)
1 copo (americano) de vinho branco

Modo de Preparo:
Numa panela, refogue em 1 colher (sopa) de azeite a rúcula e o tomate seco até a rúcula dar uma murchada. Reserve.
Refogue a cebola em 2 colheres (sopa) da manteiga e o restante do azeite até ficar macia numa panela de fundo grosso.
Misture o arroz. Sempre mexendo, junte o vinho e deixe evaporar.
Vá adicionando o caldo aos poucos e vá sempre mexendo. Vai secando, vai acrescentando o caldo e sempre mexendo.
O caldo deve ser mantido em fogo baixo o tempo todo de preparo do risoto.
Após uns 17 a 20 minutos, o risoto estará "al dente".
Acrescente a mistura de tomate seco e rúcula e a mussarela de búfala.
Mexa bem para a mussarela se desmanchar, acrescente 1 colher (sopa) de manteiga e sirva imediatamente.

Risoto de Bacalhau e Alho Poró

Ingredientes:
500g de arroz arbóreo
1 cebola picada
400g de bacalhau em lascas dessalgado
1 alho poró (só a parte branca)
1 vidro de palmito
3 colheres (sopa) de azeite de oliva
3 colheres (sopa) de manteiga
150g de parmesão ralado (não use pacotinho pronto. compre um pedaço de um bom parmesão e rale)
1 1/2 de caldo de peixe ou caldo de galinha fervente (o ideal é um caldo caseiro, mas caso não tenha e queira agilizar o processo, sugiro um caldo 0% de gordura feito conforme instrução da embalagem)
200g de creme de leite
1/2 maço de salsinha bem picada
1 copo (americano) de vinho branco

Modo de Preparo:
Refogue numa panela com 1 colher (sopa) de azeite o alho poró, o bacalhau e o palmito. Reserve.
Refogue a cebola em 2 colheres (sopa) da manteiga e o restante do azeite até ficar macia numa panela de fundo grosso.
Misture o arroz. Sempre mexendo, junte o vinho e deixe evaporar.
Vá adicionando o caldo aos poucos e vá sempre mexendo. Vai secando, vai acrescentando o caldo e sempre mexendo.
O caldo deve ser mantido em fogo baixo o tempo todo de preparo do risoto.
Após uns 17 a 20 minutos, o risoto estará "al dente".
Adicione a mistura de bacalhau refogado, o creme de leite, o parmesão, a manteiga e a salsinha. Mexa bem e sirva imediatamente.

Não poderia deixar de mencionar, que o traje oficial utilizado foi este charmoso avental presenteado por outros primos, Cema e Bizuca. Enfim, uma estréia em grande estilo para um presente tão bonitinho e com um valor afetivo imensurável.

2 comentários:

Karla Carneiro disse...

Oi Juci, que legal essa festança hein!!!Adoro reuniões de família, é sempre tão gostoso e animado e com esses risotos maravilhosos deve ter sido melhor ainda né? Fiquei com água na boca!!!
Quando chegar de viagem me procure para conversarmos!
Beijos.
Karla.

Juci Freitas (Cuca) disse...

Karla,
Pior que a comilança não pára. Depois disto já teve Arroz de Carreteiro, já teve Estrogonofe de Camarão ... tudo porque os primos tão achando o máximo sair no blog. kkkk Eu é que não tenho tido tempo de postar.
Quando chegar, te procuro sim. Pode deixar. Bjs