segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Paneleiras de Goiabeiras


Há um tempão que venho falando da necessidade de ter uma panela de barro maior, mas acabo sempre deixando para depois e não ia comprar minha panela. Hoje resolvi criar vergonha na cara e fui lá.

Primeiro que não sabia que as paneleiras não estavam mais no seu antigo galpão, roda daqui, roda de lá e fiquei sabendo que elas estão num terreno que parece que é da Univix enquanto o novo espaço delas não fica pronto.

Para quem não sabe, "Paneleiras de Goiabeiras", são artesãs que fazem panelas, caldeirões, frigideiras, travessas, etc em barro e residem em sua maioria no bairro chamado Goiabeiras em Vitória/ES.

Levando-se em conta que a Panela de Barro é um ítem importantíssimo da cultura capixaba e algo que os turistas sempre procuram, pois é uma tradição desta terra, o local é de desapontar.

Galpão simples de madeira, local sem nada em volta, até um pouco sujo, enfim, nada que um turista apreciaria.


Eu como não turista, fiquei um pouco desapontada, pois me pareceu um pouco de descaso com estas mulheres que vivem de uma tradição de anos e mantem a história viva deste estado.

Para se ter uma idéia da importância cultural desta atividade, foi aprovado pelo IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional o registro do ofício das Paneleiras de Goiabeiras para ser inscrito no Livro de Registro dos Saberes e declarado Patrimônio Cultural do Brasil.

Elas, na sua simplicidade, só me disseram que estavam aguardando o novo galpão, que uma hora vai ficar pronto, apesar de que várias datas foram dadas e todas não foram cumpridas.

O projeto parece bem bacana. Tomara que quando fique pronto faça jus a este trabalho tão bonito destas mulheres dedicadas que passam de mãe para filha a arte de esculpir uma panela que representa não só um utensílio de cozinha, mas a cultura e tradição de um povo.

E lógico que a panela foi inaugura hoje mesmo com uma Moqueca Capixaba.

Cada um tem seu jeitinho de fazer moqueca, mas o importante é saber que um prato tão saboroso é feito com tão poucos ingredientes: tomate, cebola, peixe, coentro, azeite e tintura de urucum ou colorau.


Moqueca Capixaba (4 pessoas com porções bem fartas)

Ingredientes:

1,5 kg de peixe (usei badejo, mas pode ser robalo, pescada, papa-terra ou garoupa. peixe que fique com postas firmes)
2 maços de coentro fresco picado ou a gosto
3 cebolas grandes picadas
8 tomates médios bem maduros, sem sementes e picados (se usar com sementes, vai dar mais água - hoje fiz assim por preguiça, mas é melhor sem)
2 dentes de alho bem picados
¼ de xícara de azeite de oliva
colorau a gosto ou 2 a 3 colheres de sopa de tintura de urucum (sementes de urucum aquecidas com óleo de milho - pode fazer esta misturinha e deixar guardado para quando for usar)
cebolinha verde picada a gosto para finalizar
Sal, pimenta do reino e limão



Modo de preparo:

Não sei limpar peixe, então comprei as postas já prontas na peixaria. Temperei com alho, sal, pimenta do reino e limão.

Na panela de barro, refogue no azeite o alho e metade da cebola e quando estiverem macios, acrescente o tomate e do coentro. Deixe o tomate desmanchar. Arrume as postas de peixe em cima fazendo uma só camada. Vire-as de um lado e do outro para pegarem um pouco deste tempero. Adicione o restante da cebola, tomates e coentro.

Acrescente o colorau ou a tintura de urucum e um pouquinho de azeite se achar necessário. Deixe cozinhar tampada em fogo alto e quando ferver coloque umas gotas de limão. Com a tampa você controla a quantidade de caldo. Com a panela tampada junta mais caldo, com a panela semi-tampada, junta menos caldo e fica mais espesso. Aqui em casa preferimos assim.

De vez em quando eu dou uma balançada na panela com o auxílio de pano de prato, pois a panela fica muito quente, para que a moqueca não grude no fundo. Quando o peixe estiver cozido, ajuste o sal se for necessário, acrescente coentro e cebolinha fresca. É servido com arroz branco e um pirão que ainda não tentei fazer.


6 comentários:

Renata disse...

Nem vou deixar o Wlad ler este post. Ele vai querer pegar o primeiro vôo pra Vitória! rsrsrs
Vou tentar fazer um dia. Difícil vai ser achar uma boa panela de barro à altura por aqui...
Parabéns Juci!!

Juci Freitas (Cuca) disse...

Você precisa vir pra cá e a gente faz junto na SUA panela. Vamos lá comprar uma pra você. Bjs

Kely disse...

Juci,
VC não usa pimentão???
Aqui uso tbm como acompanhamento moqueca de banana da terra e pirão.Ai que vontade!
Bjos

Juci Freitas (Cuca) disse...

Kely,
A moqueca capixaba não usa pimentão. Sei que a baiana sim.
Em nenhum restaurante de moqueca que você vá no ES você encontrará moqueca com pimentão.
Moqueca de banana da terra é uma delícia. Pra mim, a moquequinha de banana do Curuca em Meaípe é a melhor.
Bjs

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.